#amor proprio Tumblr posts

  • Me desculpa, eu.

    Eu queria muito chegar aqui e publicar um texto sobre amor próprio e falar sobre o quão bem eu estou e me sinto, mas não seria totalmente verdadeiro; nem com quem lê, nem comigo.

    Estou sempre me empurrando ao meu limite pra não desagradar quem amo ou considero o suficiente, sempre me pondo em segundo lugar, tentando me encaixar em modelos que jamais me encaixarei. Eu sinto que não recebo aquilo que mereço e poderia ter, além dos meus pais (que sou muito grata por tê-los ao meu lado).

    Meu maior problema é que sempre espero que façam por mim o que faço por eles, e mesmo quando não fazem, me contento com o pouco -quase nada- que me dão.

    Eu gosto de gestos, de intensidade, de demonstração.

    Não deveria aceitar menos que isso, menos que mereço… mas acabo aceitando, por medo de machucar, de desagradar ou magoar quem amo.

    Por outro lado, sei que eles poderiam sim, fazer um pequeno esforço. Não exijo bens materiais, apesar de que amo presente e flores são as melhores, queria apenas mais gestos… fotos, textos, áudios, qualquer coisa me basta desde que seja com coração.

    View Full
  • Em novos tempos, para além da banalização do mal está a naturalização da auto distorção, que insurge de variadas formas. Uma das mais nocivas, penso, é a estética, na qual a insatisfação do indivíduo com os próprios traços é grande o suficiente ao ponto de impulsioná-lo a se falsear, como se tornou comum com a popularização dos aplicativos de edição.

    O amor próprio está para além da aparência, mas sem dúvidas é indissociável desta. Iniciei há alguns anos um processo de redescoberta do meu eu, e paulatinamente passei a sentir prazer com o que vejo ao me olhar no espelho. Como consequência direta, tenho evitado ao máximo criar uma falsa versão visual de mim mesma para as redes sociais, o que sem dúvidas desperta um alívio e sensação de bem estar que há muito tempo não desfrutava.

    Por outro lado, reconheço como pode ser difícil para que outras mulheres consigam o mesmo, afinal, a pressão social sobre o sexo feminino persegue a existência da fêmea do nascimento à morte, me incumbindo, então, o apoio, o amor, o incentivo à auto descoberta e o acolhimento das demais.

    View Full
  • tu vai amar e ser amado.

    pode demorar dias,

    semanas

    meses

    ou até mesmo logo ali na próxima sexta enquanto você se encontrar completamente desanimado naquele rolê que você nem queria ir;

    mas o amor vai chegar

    fingir uma conversa inesperada que ele ja estava planejando enquanto te olhava acanhado no meio das pessoas ao seu redor.

    ele vai ser seu e você dele,

    mas

    o amor vai embora

    ele sempre vai

    nada é para sempre.

    e é aí que você vai se dar conta de que não precisa de um ‘amor’ que te abandone numa manhã de terça quando você mais precisava dele.

    o amor não é uma obrigação

    e sim um complemento.

    seja o seu próprio complemento.

    View Full
  • amor também é sobre amar a si mesma porque quando você estiver sozinha chorando as três da manhã, desejando que tudo acabe, quem vai estar lá por você? você. você tem que encontrar forças pra levantar e continuar. no final do dia, você é tudo o que você tem.

    tumblr: amedrontei

    View Full
  • image

    Ogni volta che guardo questa foto, mi viene da sorridere perché era la tipo la trentesima che mi facevo scattare per il sito della Onlus e mi sforzavo di mantenere quel mezzo sorrisetto nervoso, mentre le gote si facevano sempre più rosse per l’imbarazzo.

    Non amo molto i complimenti, non mi piace essere oggetto di sguardi e sorrisi, tanto meno ho un’autostima così forte da concedermi di rimanere impassibile sotto i riflettori; eppure il risultato non mi dispiace affatto.

    Mi guardo e mi dico che forse non sono così male come credevo, che forse quei difetti non sono poi così brutti come si presentano nella mia testa. Che quelle spalle così apparentemente gracili, sostengono in realtà una bella testolina cocciuta e determinata. Che quella schiena storta, in fondo è bella in ogni sua singola curva e ricamatura.

    Quel giorno avevo solo messo un velo di balsamo labbra rosato, eppure più mi guardo e più mi piaccio, così al naturale.

    Siamo abituati ad un mondo visto attraverso filtri, ad una bellezza canonica che non accetta le differenze, che non consente ai difetti di esistere. Eppure nessuno al mondo è perfetto, ma ognuno di noi lo è nel proprio essere così perfettamente unico ed irripetibile.

    Di passi avanti ancora ne ho da fare sul sentiero dell’amor proprio, eppure più mi guardo e più mi amo per quella che sono, a prescindere da tutto, da ogni mio singolo difetto di fabbrica.

    Magari questo è un pensiero sciocco, un po’ fine a se stesso, ma ogni tanto fa bene mettere nero su bianco quelle coccole che spesso ci neghiamo, per ricordarci un giorno quanto a volte siamo così stupidi a vivere coi paraocchi.

    La vita è troppo breve per odiarsi, per negarsi amore.

    View Full
  • Eu nasci para ser eu. Sei que essa frase parece idiota, mas ela nem sempre fez sentido para mim.
    Eu vivi, por muito tempo, no corpo de outras pessoas. Mal sabia eu que, enquanto isso, meu próprio corpo se deteriorava pela falta de cuidado. Provavelmente, porque passei tempo demais com os olhos focados no eu de outro alguém. Alguém com uma outra vida, com um nascimento diferente, com gostos diferentes, mas que insisti em compará-lo comigo, assim que vi aquela única foto em seu instagram. Foto essa que me causa certa inveja: olha só o caminho que ela está percorrendo, que inveja! Então eu sento, e continuo observando a vida dela e analiso o que ela tem que eu não tenho.
    Questiono aos céus: por quê?
    Este processo nunca resulta em nem nada benéfico, porque sempre vai haver algo do outro que eu não tenho. Irei me questionar o porquê, revisitando diversas vezes as minhas falhas, e concluindo que a outra pessoa teve muito mais sorte que eu. Dentro dessa bolha, nem percebo o quanto ignoro o que eu tenho e, também, toda a possível caminhada do outro até aquela foto “invejável”, que — geralmente — simboliza uma conquista dentre vários fracassos. O quão injusta comigo mesma eu sou, por não notar o meu próprio caminho até aqui, a ponto de me sentir mal por não estar no lugar do outro? O quão apática eu sou por ignorar que aquela outra pessoa também viveu, e vivi, os seus próprios dilemas cotidianos?
    Ainda que alguém publicasse um álbum inteiro sobre um determinado projeto, dentro das redes sociais, seria impossível de expressar as reais situações vivenciadas por este. Sendo elas problemas ou conquistas.
    Cada um é protagonista da própria história, não é? E como a história pode se desenvolver, quando o personagem principal sentou em uma cadeira e parou para observar a história de outra pessoa? Desejando que ele mesmo fosse protagonista de outro livro. Como se o Naruto desejasse ser o Harry Potter; uma ideia impossível tendo em vista que os dois vivem universos diferentes, mas que, dentro do universo deles, eles vivem as suas próprias jornadas do herói. A vida real também é assim, cada um tem a sua trilha e ela nunca vai ser completa quando você achar que a do outro poderia ser a sua. Se poderia ser a sua, então por que não é? Porque não é!
    Cuide do seu jardim em vez de olhar o gramado do vizinho que, até ontem, passava por dificuldades também, porém, a única coisa que percebemos é o gramado verde no dia seguinte. A diferença entre vocês é que teu vizinho está regando as flores e você está aí, prestando atenção nele.
    Nem sempre foi assim, mas hoje gosto do meu cabelo maluco quando acordo. Gosto de como procuro por justiça pelos becos que passo, que eu jamais teria sabido se não tivesse nascido da minha mãe e se, principalmente, não fosse exatamente como sou. Um detalhe mudaria a minha história. Como seria rir e não fazer meus amigos rirem só com a minha risada? Para mim, que vivi tanto tempo sendo eu, parece monótono ter uma risada que não seja contagiante.
    Peço desculpas a quem julguei ter uma vida fácil. Peço desculpas a mim por ter me comparado tanto com o outro, e por ter deixado a minha jornada em pausa por um tempo. Mas quer saber? Até isso eu acredito que faça parte do meu trajeto, pois, atualmente, ando com olhos empáticos, sendo alguém melhor não somente para mim, mas para os outros também. E mesmo que seja difícil, continuarei deste modo. Principalmente porque sei que os outros também estão percorrendo os seus caminhos, e eu também preciso contar a minha história, do meu próprio e único jeito.

    View Full
  • No fundo, a gente sabe quando alguém se importa. Às vezes, a gente finge que não vê, outras, já finge que acredita. Mas, dentro da gente, sabemos a verdade: quem gosta não esconde. Quem gosta, quando sente falta, vai atrás. Quando quer estar com a gente, procura. Quando se importa, demonstra.

    500 dias sem você, Samantha Silvany

    View Full
  • Eu te amo, mas estou desistindo de você, não é por fraqueza e sim por não ter mas condições de sofrer, eu fiz o melhor de mim e so o que eu tive foi desprezo. Você me julgou tanto que acabou se tornando na pessoa que fui um dia, um pessoa fria, sem sentimentos, amarga e que so pensa em si mesmo.

    Apesar de tudo desejo o seu melhor, que seja feliz nesse caminho que escolheu, saiba que estou daqui torcendo por sua felicidade.

    Eu estou indo embora, e não vai achando que é por eu não te amar mas, estou indo embora porque pela primeira vez depois de tanto tempo, eu me escolho.

    View Full
  • aceite você


    tudo em você


    goste de você


    ame você


    namore você


    trate bem você


    planeje um futuro pra você


    faça tudo por você


    esteja lá por você


    aprecie você.

    View Full
  • Mi manco. Quando mi perdo dietro inutili parole. Quando mi infilo nella testa degli altri per cercare di coglierne le ragioni. Quando voglio compiacere per paura di un rifiuto.
    Quando pronuncio un si a denti stretti mentre con tutto il fiato vorrei urlare no. Mi manco quando spreco il mio tempo. Quando mi perdo dietro i sogni degli altri e trascuro i miei. Quando covo rancore. Mi manco quando giro intorno alle situazioni e non affronto il problema. Mi manco quando non ascolto il mio respiro, quando metto a tacere il mio intuito,
    quando non sorrido, quando non mi accetto,
    quando lascio che altri decidano per me. Mi manco quando mi dimentico chi sono e cosa voglio per me stessa, quando divento schiava di abitudini e compromessi. Mi manco.
    Allora torno a prendermi per mano… perché capisco quanto è prezioso essere se stessi…
    E ricomincio a vivere.

    View Full
  • Hoje eu me peguei pensando em você, até comentei com a minha irmã sobre como você mudou.

    Pela primeira vez, falo de você sem sentir sua falta.

    Falo de você como falo de qualquer um… você finalmente perdeu seu significado.

    View Full
  • Amor

    • As vezes gostaria de poder voltar no tempo ser aquela pessoa que amava a vida ,se apaixonava pelas pessoas e se entregava de corpo e alma . Só que tempo passa a gente muda acaba perdendo nossa essência e deixa insegurança dominar e prefere não arrisca mais por medo de se machucar.
    #amor#amor proprio #coisa da vida
    View Full