#ecospoeticos Tumblr posts

  • ecoandopoesia
    15.10.2021 - 2 days ago

    Dia de faxina

    Existe um universo bonito Que caminha em minha alma quando penso em poesía. Nas atividades do dia a dia Existe muita correria, Mas também tem aquele momento, Em que peço pra Alexa no Spotify as minhas canções tocar... A seleção começa e inicio a faxina, O esfregão limpa o chão, e imagino que o amor quando chega é implacável como o Veja... Leva com precisão qualquer resquício que uma ilusão, deixou no coração. Sigo limpando o banheiro, E as gotas do chuveiro, lavam o sabão, Te sinto em meu coração, E uma enorme sensação, Deixo enquanto limpo, Teus pensamentos me abraçam como deusa do Olimpo... Arrumando cada canto da casa, Deixo com o Bom Ar o perfume das flores chegar, Pra depois esse aroma Gritar com olhares poéticos, Dos beijos com a melodia de um dia de faxina... Você me abraça, A luz se apaga e aí se imagina... O fogão apitou vou terminar o jantar, e depois te fazer meu carinho, Aquele afago com amor... E no dia de faxina... amo limpar, com meus pensamentos em você. Monica Milanez (@poemograma)

    View Full
  • ecoandopoesia
    14.10.2021 - 3 days ago

    O sol corre na minha janela e irradia o castanho do meu olhar, o assobio do vento batendo nas folhas arrepia meus poros me fazendo velejar. Não há pressa pois o café não esfria, troco rabiscos aos rascunhos escritos quando marco na folha do calendário os dias que me completo com êxitos. Quero uma muralha em volta de casa, mas o verde da floresta e o azul do céu cantam para dizer que estou no meu lugar; a natureza me envolve com seu véu. @licaparecida

    View Full
  • ecoandopoesia
    13.10.2021 - 4 days ago

    Não prestava tanta atenção No que havia de próximo e belo Precisou um real nos atravessar Para esse caminho eu contemplar Contemplação que trouxe alegria Quando notei o quanto de amor havia Ao redor de tudo aquilo que não via E que por não ver de nada sabia Olhar é simples, ver é surpreendente Ver não acontece com os olhos Algo se passa em outra estação Ver é o que se olha com o coração. @poesia_que_sacia

    View Full
  • ecoandopoesia
    13.10.2021 - 4 days ago

    xícara da vovó

    na cozinha, sobre a mesa de canto esquecida, uma xícara de café sem chantilly, sem os caprichos das cafeterias, padarias... na xícara esquecida, só algumas gotas frias e um amargo borrado duma lembrança já vivida ah, mas eu não sabia que a vovó já estivera tão aflita em remotas vidas linhagem bruxólica que ora me cruza a sorte brumas mágicas brotam do líquido negro sem chantilly e, assim, vejo aqui a janela entreaberta pintada de memória em sépia vejo a bruxa condenada, queimada no fogo do inimigo também sinto as bruxas nas coisas, nas paredes desta casa elas estão comigo! mas não aceitarei a permanência das intempéries que o nosso poder supere as tristes memórias por isso ora incito as sábias mulheres a abrirmos todas as portas às ruas, mulheres! para além dos limites da casa vambora! que já é tempo de lutarmos com muita garra é tudo ou nada à praça! Kátia Surreal (@katiasurreal_ )

    View Full
  • ecoandopoesia
    12.10.2021 - 5 days ago

    Meu universo de sabores

    Eu poderia estar sobre as almofadas, Repousando o pé depois do café, Eu poderia viajar nos sonhos e ter o domingo amanhecido com cheiro só de mim. Mas hoje foi o dia de criar amor, Escolhi os feijões, os deixei no ponto do alho e fiz da cebola o meu refogado, E o exalar da casa foi do verde que saiu o cheiro... Ah minha cozinha amada! Eu me faço o abrigo com minhas porções mágicas. Ah minha cozinha amada! És o meu universo colorido de sabores, para sempre minha morada.  @dianahenriquess

    View Full
  • ecoandopoesia
    11.10.2021 - 6 days ago

    Detalhes

    Acordo pela manhã E com a xícara de café na mão Procuro um caderno Para rascunhar um trecho poético Pássaros cantando Ao pé do meu ouvido Agradecendo a vida Por mas um dia concedido A chuva mansinha caindo no telhado Regando as sementes Em forma de esperança Em um mundo atordoado Tudo o que me vem no coração São estes simples versos Declarando ao mundo gratidão Descobri que há beleza Em tudo o que vejo E para isso não precisa-se muito Apenas um olhar delicado Com a sensibilidade aflorada Descobri o encanto nos pequenos detalhes Nos quase imperceptíveis instantes Momentos em que o mundo te exige pressa Mas a vida fala "mantenha a calma e desacelere". @escritos_wmaia

    View Full
  • marciamarko
    11.10.2021 - 6 days ago

    ENTARDECER

    É esta luz quente

    Que deixa marcas

    Na pele

    E que acoberta

    O fim do dia

    Tão sutil

    Se despede

    Do amor

    Dando a vez

    A lua

    Para brilhar...

    Ah! Noite enluarada

    Estrelada

    Que tanto

    Me faz amar…

    MárciaMarko

    https://sonhandopoesias.blogspot.com/2021/07/entardecer-um-poema-de-marciamarko.html

    View Full
  • ecoandopoesia
    11.10.2021 - 6 days ago

    Felicidade é o cheirinho de café fresco Junto ao amanhecer É saber que mais um dia começa Com a calmaria de uma brisa Que te espera na janela E te chama Para amanhecer junto com ela Felicidade é a beleza Do orvalho na flor Que nela se acomodou no dia anterior E toda vez que eu piscar mais longo E olhar mais longe Esse céu azul Ora claro Ora anil Irei lembrar da alvorada Que me trouxe a paz Para caminhar por mais um dia Em minha longa estrada Carollina Costa | @cbcarollina

    View Full
  • ecoandopoesia
    10.10.2021 - 1 week ago

    Nosso desafio de outubro é a Poesia do Cotidiano. Com essa nova porém não tão nova rotina de passarmos mais tempo em casa, fomos todos convidados a olhar para os nossos lares de uma forma diferente. Há muita poesia escondida nos pequenos detalhes da vida cotidiana, e neste desafio convidamos nossos membros a explorarem essas belezas por vezes perdidas no automatismo. Em tempos pandêmicos, o simples fato de termos ar pleno em nossos pulmões, teto para nos abrigarmos e comida na mesa todos os dias já são bons motivos para olharmos tudo o que temos com novos olhos, mesmo as coisas mais simples que tomamos por garantia. Então, por que não tornarmos esses detalhes mais poéticos? Convidamos nossos escritores a olharem o cotidiano com novos olhos e nossos leitores a acompanharem cada detalhe de suas criações. Mal podemos esperar para compartilhar os novos textos com todos! ━━━━━━━━━━━━━━━ Poesia do Cotidiano | @ecoandopoesia

    View Full
  • marciamarko
    09.10.2021 - 1 week ago

    QUE ÁRDUO PESADELO...

    Quando o seu olhar fulminante tranca a porta dessa alucinação

    As suas mãos ágeis já me viram de costas

    Eu sei que vou sentir na pele

    A tortura dessa transação.

    Punida no seu leito

    Você arranca os meus trajes

    Deixando-me desrendada para a minha penalidade

    Colocando as vendas no meu olhar

    Você me joga nos seus lençóis

    E faz eu sentir o calor dos seus domínios

    Gemer em nós...

    Nos poros desse desvario...

    Então de quatro

    Você me leva aos delírios

    Fazendo eu imaginar

    O aperto das suas garras no meu conselho

    Que árduo pesadelo

    Você bulir a minha puerilidade...

    Falando na minha pele

    Você deixa um rastro de arrepios

    E nos meus lábios

    O transe é mais doentio

    Eu já começo a suar...

    Nervoso de desejos

    Você se engrandece de querer

    Nas torturas do seu comando

    Você me faz estremecer...

    Eu quero te sentir dentro em mim...

    Pulsante

    Cavalgando para me satisfazer...

    Só você meu herói

    Meu bandido

    Deixa tatuado o seu amor em mim

    Transpirando na pele desse libido

    Eu sinto o seu fogo em frenesim

    Tirando as vendas dos meus olhos

    Eu me entrego

    Eu te dou o gozo dos meus orgasmos

    E deixo escorrer o meu mel no seu membro

    Aglutinados...

    Sem nenhum espaço...

    No deleite de satisfação

    Adormeço

    Nos seus braços...

    MárciaMarko

    https://sonhandopoesias.blogspot.com/2021/10/que-arduo-pesadelo-um-poema-de.html

    View Full
  • ecoandopoesia
    09.10.2021 - 1 week ago

    Espiritualidade

    Nas minúcias de meu ser, busquei-te... Encontrei a centelha ardente, despertei! Na beleza da Mãe Natureza, vida nova a cada manhã, eis a tua presença! A tua majestade habita na simplicidade abundante das pequenas grandes coisas da vida… Ao sentir que vives em mim, o amor faz morada em meu coração. Espiritualidade é a comunhão com o Criador, com a criação e ter gratidão pelas experiências vividas. A espiritualidade é a guiança à nossa evolução, é o que abre nossa visão ao belo, ao simples… É a janela da alma! Nanda Chinaglia (@nandachinaglia.escritasou) em parceria com Bibiana Danna (@bibianadanna)

    View Full
  • ecoandopoesia
    08.10.2021 - 1 week ago

    Bem me quer(o) metades inteiras de pétalas no chão tapete cor de rosa (sem espinhos) manto doce da sagrada flor da fruta amante de beija-flor: seja bem vindo à contra mão hoje eu só quero falar de amor bem me quer bem me quer bem me quer e se não quiser eu me escolho pétalas intactas à flor da pele jardins semeados por agulhas na epiderme me planto me cuido sou eu que me (es)colho Bem me quero Te acompanho para sempre Mesmo que sua vida mude E você pense diferente Símbolos, lembranças, bandeiras Gostos, paixões e amores Às vezes, nome e sobrenome Como o sangue que corre em tuas veias Preencho um espaço, conto uma história Naquele momento, fez sentido E sabemos, que toda marca tem uma glória Há quem se arrependa E não tem problema Há quem vá embora E ela, mesmo que você queira, não.. Mas naqueles poros Pode respirar um outro desenho Um novo conto Você vai lembrar, mas vai seguir em frente Por que me acolho e me escolho @queridodiario210 em parceria com @coracaonasletras

    View Full
  • ecoandopoesia
    07.10.2021 - 1 week ago

    Penso no abraço apertado No sorriso largo No rosto sem máscara No beijo de amor Penso nos encontros sem culpa No acolhimento terno Na vida que encanta Na liberdade sem amarras Seremos mais fortes Ou mais suscetíveis? Mais presentes Ou desconectados? Estaremos vivenciando Um sentimento genuíno? Nós iremos mudar Ou continuar sem humanidade? @sentimentosemcompotas em parceria com @universo_de_versos

    View Full
  • marciamarko
    07.10.2021 - 1 week ago

    ALGEMA-ME...

    Algema-me nos seus punhos

    Pulsante de querer

    Amarra-me nas suas fantasias

    No seu corpo

    Que transuda

    Para me dar este prazer...

    Faz sentir o gosto

    Doce do seu amor...

    Penetra-me com seus beijos

    Com o seu aroma sedutor

    E me faz enlouquecer...

    Faz fender os meus lábios

    Afobados

    Babados

    Para o meu mel escorrer...

    MárciaMarko

    https://sonhandopoesias.blogspot.com/2021/10/algema-me-um-poema-de-marciamarko.html

    View Full
  • marciamarko
    06.10.2021 - 1 week ago

    SÃO ESSES PENSAMENTOS…

    Ah! São esses pensamentos

    Que me prendem a você

    E faz o meu amor sonhar

    São esses pensamentos

    Que me levam até você

    Fazendo o meu amor te amar

    Encaracolado

    Como um laço no coração

    São esses pensamentos

    Que floreiam

    Que perfumam

    O ar da minha paixão

    Entrando na beleza

    Desses límpidos

    Fios de sentimentos

    Céu brilhante

    Azul estrelar do tempo

    E eu saio deslumbrante

    Desfilando

    Sonhadora

    Distraída

    Acordo maravilhada

    Com o seu olhar

    Na minha pessoa...

    MárciaMarko

    https://sonhandopoesias.blogspot.com/2021/07/sao-esses-pensamentos-um-poema-de.html

    View Full
  • ecoandopoesia
    05.10.2021 - 1 week ago

    ATRAVÉS DO ARCO-ÍRIS

    Em algum lugar através do arco-íris Eu posso sonhar Caminhar pelas pedras brilhantes E na cachoeira me banhar Lavar os dias Curar minha dor Orar pelos mortos que vivem Vencer o calor Alguns dias eu peço a luz da lua E desejo ser feliz Podendo caminhar pela rua, tranquilamente Segredos protegidos na mente Onde os problemas são como gotas de limão Que são pouco ácidos, mas dá para aproveitar E aprender com eles A, quando for preciso, existir no limiar Em algum lugar através do arco-íris Eu poderei chorar E não precisarei ser silêncio Pois não terá ninguém a minha volta Para me julgar... Expurgar passados Encarar os males do mundo Reunir força interna Para que, a caminhada, continue a tirlhar. @poesia.sobre.tudo em parceria com @gabgroke.arts

    View Full
  • ecoandopoesia
    04.10.2021 - 1 week ago

    Dentro de um vazio Há muitos vazios Lembranças marcadas Infâncias perdidas Amores partidos E óbitos Dentro de um vazio há desesperos Transmorfos em impotência Há carência Do que não existiu Dentro de um vazio Há o que amo Transborda o que odeio Existe o que passou Mas também Há tudo o que poderia Ter sido Estou acolhendo meus vazios Minhas faltas Meus buracos Quero aprender Ninando o silêncio Se um som de tropeço interrompe, Peço cuidado Esse oco é habitat De algum vazio fugitivo E se algo me escapa Peço paciência Pois é preciso pausar Pra poder ver, rever Revirar cada cantinho E ouvir o que meu corpo tem a me dizer Letícia Silva (@florescendo.nocaos) em parceria com Maria Luiza Franco (@escritoramarialuizafranco)

    View Full
  • marciamarko
    03.10.2021 - 2 weeks ago

    EU VI A LUA…

    Eu vi a lua

    Nos olhos do seu dia

    Olhei para o céu

    Eu vi a lua

    Num cometa de alegria

    Brilhante

    Com as constelações

    Eu vi a lua

    Em quatro fases

    Em quatro situações

    Cheia de charme

    Crescente de paixão

    Eu vi a lua

    Aos meus pés

    Tocar o chão

    Nova de saudades

    Eu vi a lua

    Minguante

    Atraente

    Com tanta divindade

    Iluminada

    Com a luz

    Do meu calor

    Eu vi a lua

    Esplêndida

    Carente de amor…

    MárciaMarko

    https://sonhandopoesias.blogspot.com/2021/07/eu-vi-lua-um-poema-de-marciamarko.html

    View Full
  • ecoandopoesia
    03.10.2021 - 2 weeks ago

    Sujeitos de Azar

    Nos morros e favelas, morremos Nas praças das cidades, falecemos Nas mãos da polícia armada, somos abatidos Até quando? Até quando seremos chamados de vitimistas? Até quando vamos ouvir discursos repetidos? Até quando aguentaremos o racismo em nome da liberdade de expressão. Ah, pelo amor de Deus, vá ler um livro. Cansei de explicar Cansei de falar sobre nossa história Cansei... Não vou mais chorar Esqueçam “A gente combinamos de não morrer”. Um basta a você, Racista, Que se acha justo e superior Coberto de religião, de corpo e de mente O "dono da verdade" e inimigo do amor Que cobra compreensão, mas é incapaz de enxergar o outro E não é só questão de sexo ou melanina É questão de ódio gratuito De ações normalizadas Por pessoas perdidas Desantentas em suas enormes bolhas Em tempos de cancelamento Com uma máquina do tempo Eu iria nas calas das nossas caravelas Onde escravos e dor se misturavam Negreiros dormiam Acostumados à escuridão Na casa do racista não mora compaixão Pasmem!!! O assunto é atemporal A escravização perdura nas senzalas modernas Nas casas das patroas Na linha de produção E o Racismo se veste e se reveste De outros tons Tão macabros e cruéis Como o chicote do capataz Sejam muito bem-vindos ao habitat da hipocrisia Onde ter melanina te deixa na mira E não adianta querer militar Apesar de a pauta estar bem popular Eu te pergunto: isso aqui é terra de "justiça"? O nosso grito é o fim dos racistas? Imagina! A luta é ancestral Resistir será sempre a nossa palavra de ordem. @ver.sificandoemi em parceria com @mergulho_literarioo

    View Full
  • marciamarko
    02.10.2021 - 2 weeks ago

    TODAS AS MANHÃS…

    Todas as manhãs

    Eu abro a janela do dia

    Desperto o meu olhar

    Deixo irradiar a alegria

    Vestida de amor

    Nessas camisolas

    A viajar

    Pensamentos voam longe

    Nos raios de sol

    Eu acordo para sonhar

    Todas as manhãs

    Eu ouço a sua voz

    Estourando o meu nome

    Num mar de emoção

    Ondas que me levam a você

    Eu sinto o seu calor

    Na minha pele aquecer

    Maresia de paixão

    Que me bronzeia

    De querer

    Nunca mais

    Nunca mais

    Me afastar de você…

    Na varanda desse sonho

    Deixe-me viver...

    MárciaMarko

    https://sonhandopoesias.blogspot.com/2021/06/todas-as-manhas-um-poema-de-marciamarko.html

    View Full