#lim jaebeom Tumblr posts

  • xxtrabeomie
    22.06.2021 - 5 hours ago

    If Yugyeom Drops Another Live Performance, Music Video, Dance Video, or Photoshoot…..He’s Gonna Have To Go Head To Head With JB. 😂🤣

    I am not at liberty to decide soooo whoever wins gets my soul and the loser gets my heart. 🥲 I am not okay with this torture being displayed in these past 2 weeks. So I’m not asking Yugyeom to stop buuuut ummmm Mr. Papa JB Sir you might want to make an appearance. Please 🙂 I’m swooning sir…swooning. Where is Jinyoung when you need him?🤨👀

    #kim yugyeom #is making me question my life decisions #where is jinyoung when you need him #this is not a baby anymore #THIS IS A MAN #A MAN#got7#park jinyoung#lim jaebeom#kpop
    View Full
  • jysdef
    22.06.2021 - 18 hours ago

    how can he look so cute with a gun and fake blood on his face 😭

    View Full
  • defyeolx
    22.06.2021 - 21 hours ago

    How we met - Lim Jaebeom

    Ela, de coração partido, traída, de vestido preto e batom vermelho. Decidiu que por essa única noite ia ser uma menina má. Virou a taça de gin de uma vez só, ele viu. Ele, cansado depois de um show em um lugar perto, só queria tomar uma cerveja num canto de um bar e ir pra casa. Viu ela de longe escorada no bar e bebendo sozinha, resolveu não se aproximar, ela tinha uma aura estranha e ele não queria problemas. Sooyoung não se importava de estar sozinha nesse momento, na verdade preferia estar. Tinha se arrumado pra uma suposta surpresa pro canalha que agora ela chama de ex namorado e recebeu em troca um belo par de chifres ao encontrá-lo de conversinha doce com uma colega de trabalho dele. Ela não perdeu tempo discutindo, entrou e bateu a porta parando na frente da mesma esperando ser notada pelo casalzinho. A pobre coitada da garota não fazia ideia do que tava acontecendo ao ser empurrada pra longe pelo homem enquanto o mesmo tinha um olhar de puro desespero estampado em sua cara de pau. Sooyoung só queria isso, ser vista e que ele soubesse que ela não é feita de trouxa duas vezes. Assim que ele a viu, ela deu o seu melhor sorriso debochado e saiu batendo a porta da mesma forma. Torceu pra ele não ir atrás dela, ou ia acabar perdendo seu réu primário de forma odiosa e inútil. Por sorte ele só apareceu no seu campo de visão quando a mesma entrou em um taxi e estava indo embora. Jaebeom chegou no bar e percebeu uma pequena quantidade de pessoas no ambiente, uns na mesa de sinuca, outros em pequenos grupos conversando e rindo, uns no bar e ela. A mulher de cabelos longos que só de olhar de longe um arrepio lhe subiu pela espinha. Sentou em uma mesa no canto mais afastado, não podia arriscar ser reconhecido, pediu uma cerveja e aguardou, observando. O celular dela tocava sem parar, vibrando em cima do bar, ela ignorava a ligação todas as vezes. Começou a sua segunda taça de gin logo depois da cerveja dele chegar na mesa junto com alguns acompanhamentos, ele não ia demorar muito, ia terminar o que pediu e ir embora, e nesse tempo não pode deixar de observar ela. Ela parecia triste mas pelos olhares que ela lançava aos homens que se aproximavam ele percebeu que ela queria mesmo era ficar sozinha. Prestes a terminar sua cerveja, Jaebom vê um homem descabelado, gravata frouxa, de olhos arregalados atravessar bruscamente a porta do bar atraindo olhares para si, ela não moveu um músculo, como se não ligasse a mínima. O homem observa o ambiente até encontrar quem ele queria achar. Ela. Boa coisa não sai daí, pensou consigo. Ele se aproximou rápido dela e segurando em seu pulso começou a dizer várias coisas atropelando suas palavras, ela não se deu o trabalho de olhar pra ele, só puxou seu pulso pra si, levantou e estando no degrau mais alto do bar ficou do mesmo tamanho que o homem. Jaebeom observava de longe, sem coragem pra passar por eles pra chegar ao caixa e sair, ela dando o seu olhar mais frio e caracterizado na ficção como ice glaze e boss bitch, até ele se sentiu intimidado. Quando ela finalmente falou alguma coisa ele não conseguiu ouvir, ela falava firme e num tom que só o homem em sua frente conseguia ouvir, percebeu o cara engolir quando ela estendeu o dedo e batia repetidas vezes no peito do mesmo. Resolveu ir embora, se essa confusão se acalorasse podia acabar sendo descoberto. Quando se encaminhava para pagar sua conta percebeu outra mulher entrar no bar da mesma forma que o homem havia entrado, parecia até um déjà-vu. Jaebeom ficou no lugar que estava, não quis arriscar passar por eles. A mulher chorava e perguntava o que estava acontecendo e nenhum dos dois olha a pra ela, só Sooyoung encarava os dois de forma séria. Sooyoung resolveu não se exaltar. Ela não precisava disso e nem dele. Quando ele segurou seu pulso ela teve vontade de gritar mas não o fez, apenas levantou e com toda autoridade, que nunca soube que tinha, falou tudo que tinha pensado desde o momento que encontrou os dois, que não a procurasse, ela podia lidar com a separação mas não com o fato de ter sido traída, que era mais fácil ter

    pedido para terminar o relacionamento, o quanto ele foi egoísta e egocêntrico ao lidar com dois relacionamentos ao mesmo tempo, e foi nesse momento que a outra mulher entrou no bar. Sooyoung parou de falar e encarava os dois enquanto a mulher chorava perguntando o que aconteceu e o homem não tirava os olhos dela, meio chocado meio implorando. Jaebeom resolveu sair de uma vez. Era agora ou nunca. Ao passar por eles a mulher que chorava disse uma coisa que pela primeira vez na noite fez Sooyoung mudar a expressão, a fez dar uma gargalhada que mais parecia um riso de desespero. "Estou grávida". Jaebeom olhou na direção de Sooyoung que finalmente percebeu a presença dele, no momento em que os olhos dos dois se encontraram ele soube que ia se envolver na situação, não estava satisfeito com seu próprio comportamento mas não podia evitar, maneou a cabeça em direção a Sooyoung torcendo pra que ela percebesse o seu sinal. E aguardou. Sooyoung não conseguiu se conter com a súbita declaração da mulher. Então o canalha tinha feito até isso? Ela riu com vontade e desespero. Não sabia nem o que dizer. Nesse momento percebeu um homem alto, de cabelo longo e boné, de moletom preto e uma expressão preocupada a olhar, fazer um sinal com a cabeça e parar meio afastado deles. Não entendeu de primeira mas imaginou que fosse coisa da sua cabeça. O seu ex namorado que parecia estar em transe finalmente se deu conta do que a mulher tinha dito e a olhou completamente assustado. A mesma diz a Sooyoung que não faz ideia de quem ela seja e adoraria entender a situação. Sooyoung, decidida a ir embora pois já tiveram o suficiente pra uma noite, limpa a garganta e diz com um olhar suave à mulher "querida, sinto muito, você não merece um homem que trata mulheres dessa forma, tomara que você e sua criança fiquem bem". Reuniu seu casaco e sua bolsa pronta pra sair quando o homem a segura mais uma vez pelo braço, Sooyoung dessa vez o olha com raiva, a única emoção que ele merecia e diz "você não merece eles dois mas se você ainda tiver um pouco de decência, melhore, peça desculpas a ela e seja um pai pra essa criança. E nunca mais me toque." Puxando o braço de forma rude mesmo assim não conseguiu se livrar do aperto do homem, até que o homem de moletom aparece... Jaebeom observava tudo e se surpreendeu com a atitude da mulher de vestido preto. Não esperava essa reação da parte dela. Mas ao ver o homem segurá-la pelo braço, a impedindo de sair, seu modo protetor apareceu. Não ia interferir a menos que ela pedisse ou se o homem desse algum sinal de que passaria, mais ainda, dos limites. Ele observou o homem falar pela primeira vez "Sooyoung, espera, isso não acabou aqui". Sooyoung era o nome dela, pensou consigo. Sem desgrudar os olhos dela, observou por mais alguns segundos até que ela finalmente o olhou fazendo um movimento com os lábios. "Me ajuda". Sooyoung não tinha mais condições de lidar com a situação. Ela se segurou o tempo inteiro mas no momento em que a mulher disse estar grávida foi o fim pra si. Não que tivesse esperanças de reatar o relacionamento, mas saber que aquela criança cresceria com um pai como o seu, infiel, a machucou. Num momento em que desesperada olhou na direção da porta, desejando estar fora daquele lugar, seus olhos encontraram mais uma vez com o do homem de antes. Não teve outra reação a não ser pedir ajuda, nem sabia se ele poderia a ajudar, fez sem pensar. No momento que a voz grave de Jaebeom ecoou no meio deles o homem olhou para ele assustado. "Sooyoung, o que está acontecendo aqui?". Uma onda de alívio percorreu o corpo de Sooyoung ao sentir o aperto em seu braço diminuir. Rapidamente segurou na mão de Jaebeom o puxando pra longe dizendo que não era nada e pedindo pro homem não a procurar mais. Deixou mais dinheiro do que havia de pagar no caixa, sem se preocupar com o troco, só queria sair dali. Jaebeom fez o mesmo, sendo arrastado pra fora por uns bons metros até que a mesma parou e o encarou assustada. "Me desculpe, me desculpe... Se não fosse você eu não sei o que eu teria feito". Ela suspirava forte

    parecendo que finalmente se deu conta do que aconteceu. Jaebeom só ficou observando enquanto ela se recompunha, até que num, sobressalto ela pergunta "mas como você sabia meu nome? Você é algum stalker? De onde você me conhece?". Disse tudo tão rápido que ele mal entendeu, a encarando de forma curiosa. Ela repetiu "como você sabia meu nome?", ele deu um riso e finalmente respondeu "ele disse seu nome. Eu ouvi". Ela finalmente entendeu. Depois de uns bons minutos nos quais Sooyoung se recompôs da vontade de chorar e finalmente olhou de fato pro homem em sua frente. Ele parecia conhecido mas não sabia ao certo de onde ela o conhecia. Olhando ainda preocupada na direção do bar de onde saíram quis ir para o mais longe possível dali, olhou na direção de Jaebeom e o encontrou a olhando de forma atenta e talvez curioso? Ela não precisou dizer nada, ele mesmo sugeriu "você tá bem? Quer que eu chame um táxi?" mas Sooyoung não queria ficar sozinha agora, pelo menos não pelos próximos minutos, estava assustada após a atitude do ex-namorado no bar, e se ele ainda estivesse atrás dela? E se ele fosse à sua casa? Ela balança a cabeça em negação, pensando se deveria dizer o que pensou. Por fim num ímpeto de coragem ela diz "você quer ir comer alguma coisa, tomar uma garrafa de soju?". Devia estar louca, um homem que não conhecia, apesar de tê-la salvo, ela mal sabia seu nome... "Aliás, qual seu nome? Desculpa estar fazendo tantas perguntas, eu realmente não sei o que eu tô fazendo, me desculpa...". "Jaebeom, esse é meu nome. Vamos comer, conheço um lugar aqui perto que vende uma panqueca de cebolinha e de kimchi que vão te fazer bem" disse e estendeu a mão à frente do caminho indicando para que Sooyoung fosse. Os dois andaram lado a lado em silêncio por uns 5 minutos até uma loja pequena de um senhor que, ao vê-los entrar, sorriu vendo o homem. Jaebeom sorriu para o homem e pediu os dois tipos de panqueca, se dirigiu a Sooyoung e pediu para ela se sentar em uma mesa no canto enquanto ele ia a geladeira buscar o soju. Aquele lugar era de um tio de Jinyoung, seu companheiro de música, ele e os outro 6 homens iam lá constantemente, o único lugar onde podiam ir em segredo e comerem livremente sem toda a atenção que receberiam em um lugar comum. Sentou junto de Sooyoung na mesa que a mesma escolheu, o lugar já estava vazio pois era tarde da noite, provavelmente estava até fechado, serviu um copo pra ela e a observou beber sem dizer nada, não tinha o que falar, só a ouviria se ela quisesse falar. Sooyoung entrou no lugar depois de Jaebeom e achou estranho o lugar vazio mas mesmo assim ele foi recebido com um sorriso no rosto e teve seu pedido imediatamente anotado. Ele deve ser parente dele ou famoso, pensou consigo. Sentou numa mesa no canto como ele pediu e o observou ele se aproximar com o soju. Bebeu o que ele serviu e finalmente se sentiu minimamente segura, como se um peso saísse de seu ombro. Deixou algumas lágrimas cairem e as enxugou com o lenço de papel que ele entregou a ela. Ele não dizia nada, só encarava o lugar como se sentisse saudade de algo e as vezes a olhava. Sooyoung suspirou algumas vezes criando coragem para dizer algo mas nem ela mesma sabia o que queria dizer. As panquecas foram entregues a eles e o dono do lugar disse que ia se retirar e pediu a Jaebeom que ao sair, fechasse o lugar como de costume. Ela agradeceu e quando ia se servir percebeu Jaebeom servindo um pedaço a ela. Jaebeom não se sentia no direito de falar nada, apesar de querer ir pra casa, Sooyoung parecia indefesa e perdida, toda sua pose de horas antes no bar havia sumido, ela era só uma mulher magoada e precisando de um mínimo de conforto e ele seria esse conforto por enquanto. Quando ela finalmente começou a falar, depois de uns copos de soju e as taças de gin de antes, ele ouviu prontamente e fazia sons de incentivo e compreensão, ela parecia finalmente mais aliviada. Ele se sentiu bem por finalmente vê-la menos tensa do que estava. Ficaram por quase duas horas no lugar, ele conseguiu mudar o assunto da traição e falta de caráter do

    homem que tinha visto, do pai dela que havia feito a mesma coisa com sua família e conversaram sobre várias coisas, trabalho, comida, coisas que gostam de fazer, animais de estimação... Jaebeom não entendia como aquela mulher tinha sido tratada daquela forma. Sooyoung era divertida, apesar de estar meio bêbada, era carinhosa e percebeu isso só pela forma em que ela falava das pessoas que eram importantes pra ela, era muito inteligente, ela trabalhava em um laboratório químico coordenando uma pesquisa! Por Deus, essa mulher merecia muito mais do que ela teve. "Sinto muito por estar passando por isso comigo e não com alguém que de fato poderia te ajudar, ou com suas amigas onde vocês poderiam falar mal dos homens e atirar dardos em alvos com fotos dos homens que vocês odeiam, sei lá o que vocês mulheres fazem quando estão juntas..." e Sooyoung riu de verdade nesse momento. Ele achou encantador seu sorriso e se assustou consigo mesmo. "O que você acha que nós mulheres somos? Algum tipo de seita anti homem?" disse rindo da fala de Jaebeom. "Muito obrigada por ter feito tudo isso por mim, você não precisa se sentir mal por mim, só não faça o que eles fizeram...". Jaebeom acenou com a cabeça afirmando, e olhou para o celular e arregalou os olhos a fazendo olhar para o seu próprio celular e vendo a hora, quase 3 da manhã. "Melhor eu ir, eu já estou bem melhor e acredito que aquele homem não vai ousar aparecer na minha casa...", Jaebeom concordou e ao se levantar disse "vou chamar um táxi para você, vai demorar um pouco por causa da hora mas vou ficar aqui com você até chegar. Eu moro aqui perto então não se preocupe". Sooyoung observou ele juntar as coisas da mesa e levar para trás do balcão, ao terminar ele informa que o táxi estava próximo e chegou perto dela. "Me dá seu celular" ele pediu e Sooyoung meio sem entender entregou, "mande uma mensagem para esse número quando chegar em casa, está salvo com meu nome. Em consideração pelo que houve hoje, por favor não fale sobre mim e não dê esse número pra ninguém." Sooyoung acenou com a cabeça meio chocada e com olhos arregalados. Por quê ela daria o número dele pra alguém, e fez uma nota mental de pesquisar seu nome na Internet, sua curiosidade tinha sido ativada. Sooyoung entrou no táxi e foi embora, Jaebeom fechou o lugar e andou rapidamente pra casa, uns 3 quarteirões distante dali. Ao chegar em seu apartamento colocou comida para seus gatos, tomou banho e ao se deitar lembrou de Sooyoung e verificou se havia alguma mensagem. "Cheguei, obrigada por tudo e eu não vou contar" apareceu em sua tela. Sorriu e ajustou o despertador para 9 horas, tinha reunião de criação as 11 horas e esperava não estar cansado no dia seguinte, não demorou muito e dormiu. Largou os sapatos no canto da sala, a bolsa no sofá, pegou o celular e ao invés de abrir no aplicativo de mensagens foi direto pra Internet e escreveu o nome dele. O celular caiu de sua mão. Ela não acreditava que um cara que era um cantor famoso, produtor, líder do grupo GOT7 havia a ajudado. Sooyoung andou de um lado pro outro na sua sala sem saber o que fazer, desesperada pelo fato de ter chorado, ter ficado bêbada e falado de sua vida com um idol! Se recompôs e finalmente mandou a mensagem pra ele e encarou o celular por alguns minutos esperando por uma resposta. "É claro que ele não vai responder, se toca Sooyoung" falou sozinha e largou o celular na cama e foi tomar banho. Apagou assim que deitou na cama, não precisava acordar cedo e nem queria, ela não iria ao laboratório. Jaebeom estava em um impasse desde que acordara. Respondia a mensagem dela ou não? Alguma coisa nela prendeu sua atenção. Ele queria saber dela, se estava bem, se o maluco ex-namorado dela não tinha a procurado. Bambam havia passado pra buscá-lo e irem pra reunião e estava ficando incomodado com o amigo desbloqueando e bloqueando o celular. "Tá afim de quebrar esse botão aí? Posso ajudar" disse o mesmo. Jaebeom suspirou e guardou o aparelho no bolso do casaco mas ainda incomodado, se remexendo no banco do carona. Bambam estava se segurando pra

    não perguntar nada mas a inquietação do mais velho estava dando nos nervos. Num ímpeto, jogou o carro no acostamento, ligou o alerta e virou de lado "anda, fala. Você tá me deixando maluco" falou pra Jaebeom que agora estava com os olhos arregalados. Sooyoung acordou por volta de 10 horas da manhã sem saber exatamente onde estava. Tinha dormido tanto e numa situação tão estranha que o sono pareceu mais um grupo de kpop dançado nas suas costas. Deu um salto da cama ao pensar nisso. "KPOP! É ISSO!" pensou, lembrando do que tinha acontecido e pegou o celular pra checar se realmente não era só coisa da sua cabeça. Tava tudo lá. O número dele, o nome dele no campo de pesquisa na internet, sua mensagem pra ele e o sinal de visualizado. É óbvio que ele não ia responder, pensou pra se consolar. Precisava arrumar algo pra fazer pra distrair a mente, ou pensar nos acontecimentos da noite anterior ia deixá-la louca. Largou o celular de lado, prendeu o cabelo e foi direto pra cozinha fazer um café. Só assim podia começar seu dia. "Foi isso que aconteceu e agora eu tô igual um doido preocupado pensando se devo responder ou pelo menos perguntar se ela tá bem. É isso, enlouqueci de vez." disse depois de contar sem muitos detalhes o que havia acontecido, tirou o boné bagunçando o cabelo e colocando o boné de volta. Bambam que olhava atentamente com as sobrancelhas arqueadas estendeu a mão. "O que?" Jaebeom perguntou confuso, "Seu celular. Me dá. Até eu tô preocupado agora. Você devia ter mandado mensagem há pelo menos 3 horas atrás" Bambam continua com a mão estendida enquanto o outro o olha. O que ele nenhum deles sabia era que a preocupação de Jaebeom já era mais que só uma preocupação. Jaebeom estendeu o celular para o outro meio relutante e ficou observando o que ele fazia. Tá tudo bem? Ele não apareceu de novo, certo? Isso foi o que Bambam digitou e apertou em enviar sem perguntar se podia, deixando Jaebeom com um olhar desesperado no rosto. O que será que ela ia pensar disso, era uma das perguntas que rodava em sua cabeça. Jaebeom não teve tempo de olhar o celular durante as horas que duraram a reunião mas sua cabeça estava totalmente nele. E se ela respondeu e ele não viu? E se estivesse precisando de ajuda? E se ela tivesse ignorado ele??? Não conseguia mais se concentrar na reunião. Pediu uma pausa e todo mundo concordou, estavam há 2 horas sentados em uma mesa discutindo sobre o novo álbum do grupo. Ele não esperou muito e saiu porta a fora igual um foguete, deixando todos com uma interrogação na testa. Bambam saiu logo atrás dele de forma mais descontraída sem levantar suspeitas de todos. Quando alcançou Jaebeom viu ele soltar um suspiro se sentando na cadeira da cafeteria do local. Ele se aproximou e automaticamente ouviu uma resposta pra uma pergunta que nem chegou a fazer. "Ela respondeu. Ela tá bem e ele não apareceu de novo." Sentiu um alívio também e foi pedir dois americanos gelados com sanduíches. Quando Sooyoung viu a mensagem dele em seu celular já tinham se passado 1 hora que ele havia enviado. Andou de um lado para o outro pensando no que responder e no fim disse estou bem, ele não me contatou. Obrigada mais uma vez por tudo. E depois largou o celular na cama como se fosse alguma coisa quente em sua mão. Resolveu não esperar nenhuma resposta imediata e continuar faxinando porquê isso a mantinha ocupada e assim não cometeria erros com o famoso Lim Jaebeom. As 13hs enquanto almoçava uma notificação chamou sua atenção e a mesma olhou o celular enquanto mastigava, tinha realmente esquecido do celular. Santa faxina! Fico feliz em saber. Se ele aparecer contate a policia imediatamente. Jaebeom digitou isso com a ajuda de Bambam e enviou sem pensar muito. Riu de si mesmo. Não estava se reconhecendo. Uma mulher que mal conhecia estava deixando ele parecendo um bobo. Bambam percebeu a inquietação do mais velho mas guardou pra si, pelo menos por enquanto, havia quase um ano que viu Jaebeom sair de um relacionamento muito difícil e desde então não se envolvia com ninguém, até casos de uma noite eram raros ou

    pelo menos ele não sabia de tantos. Sooyoung poderia ser um problema com toda essa situação com o ex dela, mas ele também estava disposto a ajudar depois de presenciar as reações de Jaebeom. Depois ele poderia zoar a vontade o mais velho junto com Yugyeom e Jackson... Duas semanas se passaram até que Jaebeom, depois de todos os meninos ficarem sabendo da história e com muita insistência dos mesmos, chamasse Sooyoung pra sair. Não tecnicamente sair. Eles iam no restaurante do tio de Jinyoung, onde eles conversaram pela primeira vez. Jaebeom ainda estava muito receoso mas depois de conversar bastante com Jinyoung seu nervosismo diminuiu um pouco, se permitindo apreciar o momento com ela. Sooyoung aceitou bem rápido a proposta do homem, a mesma estava quase tomando a iniciativa de chamá-lo mas o medo por ele ser um idol era maior... Ao longo dessas duas semanas eles conversaram sobre várias coisas, depois das mensagens que Bambam ajudou a enviar a conversa fluiu mais facilmente e inconscientemente Jaebeom queria continuar a conversar. Ele estava feliz por ter com quem falar, alguém longe do mundo que ele vivia. Sooyoung também gostou de continuar a conversa, ele era um cara muito tranquilo e sempre parecia se interessar por qualquer coisa que ela dissesse. Dias antes do encontro eles passaram a conversar por ligação. Sooyoung tomou a iniciativa. Ela estava no laboratório sozinha depois do expediente terminando relatórios de uma pesquisa e Jaebeom havia respondido sua mensagem. Ela não pensou muito e digitou eu tô no laboratório fazendo um relatório quer conversar por ligação ou vai te atrapalhar? Jaebeom tomou um susto e sentiu um frio na barriga, pensou por uns 10 segundos com o dedo em cima da tela pronta pra ligar pra Sooyoung e ligou. Estava no estúdio sozinho e já passava de oito da noite. Ligou e no 2 toque ela atendeu parecendo meio eufórica, ele achou engraçado porquê estaria da mesma forma se tivesse dito alguma coisa primeiro. Eles conversaram por um longo tempo, ela por vezes pedindo silêncio enquanto digitava alguma informação mais difícil no relatório e ele sorria e continuava seu trabalho na música também, que tinha sido completamente esquecida, depois ele até mostrou um pedacinho pra ela. Pediram comida, por insistência do mesmo pra que ela comesse pois já era tarde, e jantaram juntos pelo telefone. Sooyoung riu sozinha por imaginar que esse era o primeiro encontro mais diferente que tinha ido. No fim ela desligou o telefone somente ao entrar no táxi pra casa, por insistência dele, e enviou uma mensagem avisando que tinha chegado bem. Ele respondeu chamando ela pra sair no dia seguinte depois do trabalho dela, ele mesmo iria buscá-la. Ela aceitou e desejou boa noite com um sorriso que infelizmente Jaebeom não podia ver no momento. Três meses se passaram até que finalmente Jaebeom a perguntou se ela estaria disposta a ser sua namorada. Os dois já tinham conversado diversas vezes sobre o assunto, Sooyoung até chegou a conhecer Youngjae e Bambam que estavam em um dos encontros no restaurante do tio de Jinyoung, ela sabia das dificuldades que enfrentaria por ser namorada de um idol mundialmente famoso, a ausência dele em época de turnê, os encontros escondidos, o possível hate... Ela disse sim. Ela já tinha pensado nisso tudo. Mas valia a pena, por ele, pelos dois. Nenhum dos dois entendia bem como a relação deles era tão boa, obviamente tinham diferenças entre eles mas o jeito que ele respeitava as opiniões dela e ela respeitava as dele era o que motivava eles, os dois sabiam da importância dos seus trabalhos, suas conversas eram sinceras, até nas coisas mais bobas os dois se entendiam, os beijos que trocaram encaixavam indo da calma e carinho pro desejo e paixão em segundos, por mais clichê que fosse e eles sabiam disso, até na cama os dois se combinavam sempre dialogando e respeitando os limites um do outro. Jaebeom se surpreendeu com a velocidade da resposta positiva de Sooyoung. Ele tinha pensado muito antes de perguntar e ela também havia pensado mesmo sem saber se um dia de fato fosse ouvir

    essa proposta. Os dois haviam resolvido dar uma chance ao amor. Chega de relacionamentos sofridos, pesados, dolorosos. Um via no outro a leveza, a alegria e energia de compartilharem suas vidas. Não tinham por quê esperar. Os dois estavam no estúdio de Jaebeom sentados um do lado do outro segurando as mãos e ele não perdeu tempo a tomando em um beijo calmo entre sorrisos dos dois. Suas mãos subiram até o rosto de Sooyoung segurando seu rosto pequeno entre as mesmas e encostando seus lábios várias e várias vezes enquanto sorriam. Seus lábios se encaixaram e Jaebeom já mais sério e envolvido puxou o labio inferior de Sooyoung entre os seus e voltou em seguida pedindo passagem com sua língua. Sooyoung arfou ao sentir os beijos passarem de sua boca para sua bochecha e em seguida seu pescoço, se arrepiando com o contato do ar condicionado na trilha quente que ia sendo deixada por Jaebeom. Antes mesmo de perceber Jaebeom já estava por cima de Sooyoung no sofá do estúdio onde passaram o resto da noite... "E foi assim que a gente se conheceu, Yugyeom... Satisfeito?" disse Sooyoung sentada nas pernas de Jaebeom em uma das cadeiras do estúdio enquanto o mesmo abraçava sua cintura e distribuía beijinhos pelo seu braço. Jaebeom riu da mudança de expressão no rosto do maknae conforme se aproximava o fim da narração, não tão detalhada, de Sooyoung, ele foi de uma criancinha animada e curiosa à nojo olhando o sofá onde estava sentado. "Ah que nojo, vocês podiam ter me avisado que transam nesse sofá... Eu amo vocês mas não tanto..." Yugyeom disse se levantando. "Você queria que eu grudasse um post it em todas as superfícies que um casal saudável como a gente transou?" Jaebeom disse com um sorriso de lado e levando um tapinha e uma risada sem graça de Sooyoung. Yugyeom que já estava em pé fez outra cara de nojo "eu sempre digo que vocês são lindos, meus pais mas olha foi muita informação, eu não precisava disso tudo sabe? Eu só queria ouvir direito como foi que vocês se conheceram... Agora eu vou embora porquê preciso tomar um banho pra me limpar dessa sem vergonhisse de vocês..." disse saindo pela porta ouvindo uma gargalhada de Sooyoung e um "até parece que não transa" de Jaebeom. Os dois estavam felizes e juntos há um ano e não podiam desejar outra coisa pra si.

    _____________________________________________

    Talvez eu traduza pra inglês em algum momento...

    Todos os direitos reservados. Não copie/reposte.

    All rights reserved. Do not copy/repost.

    View Full
  • tofu-suga
    19.06.2021 - 3 days ago
    What if GOT7 JB did my makeup?
    #jayb#got7#jb#lim jaebeom#jay b #god the amount of times i've seen this #*
    View Full
  • kingandqueenwang
    19.06.2021 - 3 days ago

    Distant Souls ||Jaebeom

    The Royal Apprentice

    Masterlist | Mark | Jackson | Jinyoung | Youngjae | Bambam | Yugyeom | Y/N

    View Full
  • beomie-rabbit
    18.06.2021 - 4 days ago

    AAHH JAY B 😍😍

    Collab when 🖤

    Credits: takemoto.eugene on Instagram -A🐰💜

    View Full
  • k-rising
    18.06.2021 - 4 days ago

    𝓗𝓸𝔀 𝓲𝓼 𝓱𝓮 𝓲𝓷 𝓫𝓮𝓭?

    DISCLAIMER: This is just a part of the analysis of the idol's natal chart, which wants to show a deeper perspective on the idols life. This analysis is carried out thanks to the data that appears in the birth chart. These are my interpretations of the signs and how they work based on my experiences with them. Everyone has different opinions and all interpretation and experiences within is valid. The point of this post is to entertain. [This idol hasn't confirmed his birth time, so I used the standard 12pm time to calculate his natal chart].

    𝐂𝐚𝐩𝐫𝐢𝐜𝐨𝐫𝐧 𝐌𝐚𝐫𝐬 𝐚𝐧𝐝 𝐕𝐞𝐧𝐮𝐬

    (Venus shows us some of the important “trappings” and foreplay that help us get in the mood for sex.) (Mars shows us the style in which we express our sexual nature.)

    D O M

    VERY sensual

    consistent

    spontaneous

    straightforward

    wants to feel safe with his partner

    jaebum can be attracted to experienced partners

    eye contact !!

    SUCH A TEASE

    l o v e s getting touched, specially when someone runs their hands up and down his legs

    POWER PLAY

    𝐀𝐫𝐢𝐞𝐬 𝐋𝐢𝐥𝐢𝐭𝐡

    (Lilith reveals the conditions that someone can be drawn towards sexually and what makes us feel most vulnerable)

    addicted to the conquest

    attached to the sensations of the moment

    his s3xual attraction is formed quickly

    passions rise and fall quickly

    may be into rough s3x

    hair pulling !!

    𝐏𝐢𝐬𝐜𝐞𝐬 𝐄𝐫𝐨𝐬

    (The sign position of the Asteroid, Eros, can reveal some of our erotic turn-ons, as well as the level of our erotic nature.)

    gets lost in the act

    being at his s/o’s mercy turns him on SO MUCH

    open to anything tbh

    needs emotional stimulation to get him in the mood

    gets turned on by his partner’s pleasure

    Venus sextile Jupiter

    extremely passionate and s3xual

    Mars sextile Jupiter

    a lot of s3xual appetite ;)

    experimental

    having s3x boosts his confidence

    Mars conjunct Neptune

    can fantasize about s3x a lot too

    View Full
  • defparadise
    17.06.2021 - 5 days ago

    210617 IG story update

    jaybnow.hr: The power of the maknaes... Great.... You guys worked hard The songs are so good~~

    View Full
  • beomie-rabbit
    16.06.2021 - 6 days ago

    I do believe I need to be seeing Mullet! Mark and Mullet!Jay B in one room

    It is extremely necessary 🖤

    It’d also be great if they could form a sub-unit ❤️

    Credits: RollaCoaster for the Mark photos, Mellow voice for the first one and Jay B Documentary Part 2 for the second -A🐰💜

    #the power they could hold #the taste #my 2 biases looking like this #bringing out an album together #wow 😍😍😍#got7 forever#got7#got7 jaebeom#jaebeom#lim jaebeom#jay b#beomie #my lil squishy #loml#my muse #my last piece #got7 mark#Mark#mark tuan #tuan yi en #tuanzy#tuannie#markachu #my lil bee #my one in a million #my everything#markbeom#🐰🌴 #the hoho cham queue #💚
    View Full
  • beomie-rabbit
    16.06.2021 - 6 days ago

    Vibin to switch it up🖤

    Credits: Seventeen Magazine on TikTok -A🐰💜

    View Full
  • trustmybeom
    16.06.2021 - 6 days ago
    View Full
  • markbumjinson
    15.06.2021 - 1 week ago

    HELP ME💀

    View Full
  • gotseven-ever
    14.06.2021 - 1 week ago

    Jaebeom

    View Full