#pequenos escritores Tumblr posts

  • abismo-a
    26.11.2021 - 6 hours ago

    em meio ao mar de ondas bravas, me vi ficar sozinha naquela estrada, e depois na companhia de alguém, que suponho, nunca vi.

    sem rosto

    sem nome

    sem voz

    e em meio a essa multidão de rostos, o meu olhar encontrou o seu.

    e eu soube naquele momento que não era a primeira vez que nos viamos

    é seu o rosto apagado dos meus sonhos.

    - quem é você?

    AL

    View Full
  • abismo-a
    25.11.2021 - 2 days ago

    Blackout

    Está tendo um blackout na cidade, sozinha no meu quarto eu desbloqueio nossas lembranças. desce a lágrima e sinto o gosto dela.

    porque queria você ali

    e você não estava lá pra me abraçar e sermos o conforto um do outro pela noite inteira. mas sejamos sinceros um com o outro e com nós mesmos

    existem mais sardas no meu rosto que amor nos nossos corações

    porque somos tão parecidos quando se fala em solidão, nós não sabemos mais atar o nó que nossos corpos desejam, que nossas mentes almejam e nossos corações clamam.

    porque nós nos queremos com toda e cada célula de nossos corpos, mas não sabemos mais atar o nó, e o nosso fio fica solto, preso aos dedos.

    e eu me sinto tão triste porque eu sei

    você sabe

    que todo esse querer não é maior que o apreço que desenvolvemos pela solitude

    e eu te deixei ir, e você foi

    e seguimos caminhos distintos. e nessa escuridão, posso ver perfeitamente as estrelas pela janela e é inevitável chorar pela sua ausência

    e pela incerteza se os nossos caminhos vão voltar a se intrelaçar.

    o fio me dá esperanças

    você está por perto?

    sobre oque foi e a incerteza do que será

    AL

    View Full
  • meninaksblog
    18.11.2021 - 1 week ago

    Por quê será que os corpos gordos te incomodam tanto?

    Os tempos mudaram. Se antigamente as mulheres lutavam para emagrecer a fim de serem consideradas bonitas, hoje elas estão cientes que gordura não é sinónimo de feiura e que todos os corpos são lindos.

    É comum ver muitas modelos e criadoras de conteúdo gordas, que tentam através do seu trabalho desconstruir a ideia de "corpo ideal" estabelecida pela sociedade. A luta ainda é grande, pois foram muitos anos de lavagem cerebral que a mentira acabou se tornando verdade.

    Ainda há pessoas(na sua maioria mulheres) que insistem em descriminar as mulheres pelo simples facto de estarem acima do peso.Consideram-nas inferiores em relação às demais.

    Durante muito tempo eu me perguntei porquê disso tudo. Qual é o motivo que te leva a pensar que as mulheres gordas são feias?

    Porque achas que as modelos plus size deviam ter vergonha na cara e tentar emagrecer?

    Sempre que vais à praia ficas a apontar as gorduras localizadas das outras para quê?

    Porque te incomodas ao ver uma mulher gorda com a autoestima em dia?

    Porquê tanto ódio aos corpos fora do padrão?

    A resposta é bem simples, o problema está em ti, apesar de teres o corpo padrão tens a autoestima baixa, logo não suportas ver uma mulher fora do padrão com autoestima elevada! O ódio que sentes pelas gordas é o reflexo da relação que tens com o teu próprio corpo.

    Então abra um bocado a tua mente, e aprenda a amar o teu corpo compreenda que ele é a casa da tua alma, para que possas respeitar o corpo alheio!

    Menina K

    View Full
  • diario-de-um-girassol-1999
    04.11.2021 - 3 weeks ago

    Sou só eu ou vocês também são negativos por conta da ansiedade!? Nossa chega ser angustiante tentar mudar isso e não conseguir.

    Eu sempre tento ver o lado bom das coisas, mas a maioria das vezes não consigo… Muitos me questionam por ser assim. Ter esse meu lado sombrio não significa que sou uma pessoa ruim, não significa que não tento mudar.

    Hoje não tomo mais meus remédios, e infelizmente não consigo ir as terapias, o tempo é meu vilão, quem diria rs. Minhas crises estão mais controladas, porém, o lado bom da vida eu luto todos os dias para ver. Sigo em frente lutando apesar de todos os desânimos do dia, espero ansiosamente achar minha luz no final desse túnel enorme.

    Fonte: diario-de-um-girassol-1999 🌻❤️

    View Full
  • diario-de-um-girassol-1999
    30.10.2021 - 3 weeks ago

    Precisamos de inspiração para a escrita.

    Engraçado que todas as vezes que estou aflita é a hora que consigo expor mais meus sentimentos, a escrita me faz refletir e colocar em prática tudo que desejo, chega ser surreal.

    Permita-se desabafar, ou desabar quando for preciso. Permita-se sofrer, chorar, ficar com raiva e gritar. As vezes precisamos sentir essa dor para nos sentir viva, precisamos passar por certas situações para ver quão forte nós somos!

    Sua mente e seu coração precisam de alívio, não se prenda, não se feche!! Deixe suas emoções saírem para fora, seus medos, suas incertezas. Depois tome um banho quente e relaxante, foque na sua respiração e faça aquilo que mais goste.

    Confia em mim, dói, porém, ensina. Machuca, porém, te faz amadurecer!!

    Fonte: diario-de-um-girassol-1999 🌻❤️

    View Full
  • mydiamondmind
    28.10.2021 - 4 weeks ago

    parar de fazer as coisas pelos outros

    fazer por mim

    por mim

    por mim

    por mim

    [e repetir todos os dias]

    - mydiamondmind

    #mentes expostas#poecitas #projeto velho poema #meu projeto autoral #projeto verbo a dor #projeto alma florida #poema#textos#poesia#frases#pequenos escritores#pequenos versos #lar de poetas #clube poetico#arquivo poetico
    View Full
  • mydiamondmind
    28.10.2021 - 4 weeks ago

    estou cansada de relações em que eu não sou importante

    [nunca serei]

    - mydiamondmind

    #lar de poetas #clube poetico#liberdade literaria#arquivo poetico #projeto verbo a dor #mentes expostas #projeto alma florida #projeto velho poema #poema#poesia#poecitas#textos#pequenos versos#pequenos escritores #meu projeto autoral
    View Full
  • mydiamondmind
    27.10.2021 - 4 weeks ago

    é como se o beijo dele saciasse

    de uma só vez

    todas as minhas abstinências

    [essa droga de amor]

    - mydiamondmind

    #poecitas #projeto velho poema #projeto verbo a dor #meu projeto autoral #liberdade literaria#clube literario #lar de poetas #poesia#textos#pequenos escritores#pequenos versos #projeto alma florida #mentes expostas
    View Full
  • a-danificadaa
    25.10.2021 - 1 mont ago

    "Amor"

    Algo que nunca foi dado sem prazo de validade. Eu te vi construindo uma muralha só para se tornar intocável, me fez odiar ser parecido(a) com você. O que mais assusta é não me querer por perto, e tudo faz parecer que não existe espaço em lugar algum. Certamente a única coisa que quer por perto é a sua solidão. Sempre lembro de você ao me olhar no espelho, e sinceramente me escolher foi tão doloroso quanto. De todo amor que eu te dei, vou concretizar em mim.

    View Full
  • a-danificadaa
    23.10.2021 - 1 mont ago

    Lembranças

    Eu me lembro de como eu queria não sentir a dor ou a vontade de chorar. Essa sensação de angústia no peito é a única lembrança breve de qualquer sentimento que já existiu.

    View Full
  • uttopia
    17.10.2021 - 1 mont ago

    carta aberta ao amor

    amor,

    acredito que saiba que és o sentimento mais conhecido no mundo. pessoas amam todos os dias, não interessa a quem ou o que. mas o que ninguém conta sobre você é o quanto pode ser difícil senti-lo, o quanto pode ser cansativo mantê-lo.

    você é como uma planta que precisa ser regada todos os dias, mas de tempos em tempos é necessário trocar de vaso e o cultivo recomeça… e não é tão fácil assim, você exige muitos outros cuidados diários para que não murche.

    ninguém nos avisa sobre o quanto você é teimoso e aparece sem avisar, nos pega desprevenidos e se instala lentamente. quando sua presença é notada, suas raízes já se estabeleceram na terra com tanta força que quase racha o solo.

    a parte sobre você que todos falam é semelhante ao desabrochar de uma rosa. é intenso, bonito e tem um cheiro bom. é o momento em que o coração está aberto para lhe receber e lhe dar ao outro. é quando se dá e recebe ao mesmo tempo.

    - Laura Marques

    View Full
  • menina-de-oz
    14.10.2021 - 1 mont ago

    De novo não consigo respirar, o ar vai se esvaindo pelo espaço, me sufocando com a minha própria reza, suplico pela minha alma, me esqueço como deveria respirar, parece uma eternidade, até que finalmente consigo sentir o ar adentrar meus pulmões, pouco a pouco vou retornando ao meu corpo e eu consigo ter consciência de que estou viva ainda.

    Menina de Oz

    View Full
  • diario-de-um-girassol-1999
    14.10.2021 - 1 mont ago

    Não é fácil se acostumar com um “ser” dentro de você, aceitar que sua vida vai mudar da água pro vinho muito menos. Enjôo, dor de cabeça, cólica, dor na lombar, tontura, fome, peitos doloridos. Podemos dizer que a primeira etapa de aceitação concluída.

    Chega a hora de contar para as pessoas mais próximas, algumas felizes e outras nem tanto, nessa segunda etapa você já está apegada, amando o bebê que nem conhece, conversando, acariciando e planejando várias coisas. O bebê que chegou te fazendo sentir mil emoções ao mesmo tempo, sendo algumas ruins rs, se torna a coisa mais importante que você tem naquele momento.

    Em seguida vem o sangramento leve, logo se tornando muito. Você se sente impotente, com uma tristeza enorme, sabendo que não era para ser assim, ansiosa para saber o que está acontecendo, o medo e o desespero batendo na porta.

    Ainda com esperança espera para ter a certeza do que aconteceu, e quando recebe a notícia seu mundo cai, ninguém consegue te entender completamente. Independente de ser nova, da gestação ter semanas ou meses, você sente a dor da perda e talvez ninguém entenda o amor que você sente por alguém que nem viu, apenas sentiu.

    Mas se permita viver o luto, do seu anjinho (a), do ser que fez você se sentir incrível por semanas ou meses. Sinta, chore, grite, desabe e não se sinta culpada por nada, infelizmente aconteceu com você, Deus permitiu que você sofresse essa perda para te ensinar algo.

    Permita-se aprender a usar a sua dor para ajudar outras pessoas que estão passando pela mesma situação, com a sua experiência, sua garra, seu jeito de lidar com o luto. Acredite não foi em vão, não foi á toa.

    Seu futuro bebê está a caminho, agora planejado, não fique com medo, nem ansiosa. Ele já está nos planos de Deus, no fim de cada tempestade Deus nos prometeu nosso arco-íris, então acredite com sua pouca força que depois da perda virá a sua felicidade. 🌈❤️🙏🏻

    Fonte: diario-de-um-girassol-1999 🌻❤️

    View Full
  • adesivosdebrilhante
    08.10.2021 - 1 mont ago
    "Nada como um amor não correspondido para tirar todo o sabor do sanduíche de manteiga de amendoim." Turma do Charlie Brown

    A juventude é um período que nos ensina muita coisa. Aproveite essa mini história da decisão de por um fim no primeiro amor.

    O AMOR DE ANNA

    Estava sentada no chão de seu quarto em frente à uma folha em branco.

    Anna suspirou uma vez mais, como já havia feito milhares de vezes. Fechou os olhos para ver a imagem do garoto em sua cabeça uma vez mais, como fazia sempre quando estava sozinha. Dave Groove. Esse era o nome do garoto que habitava em seus mais intensos devaneios, gravado em cada frase dos poemas carinhosos da garota.

    Seus olhos o acompanhavam aonde ia. Quando ele entrava num cômodo, tudo brilhava. Os cheiros eram mais harmoniosos que flores, e as cores eram mais vívidas.

    Haviam passado-se três anos. Três anos nos quais ela foi firme, e seguiu seu coração, que buscava desesperadamente pelo dele.

    Anna pegou o papel. A vista embaçada, as mãos trêmulas. Lembranças descontroladas passavam por sua cabeça. O cheiro do perfume dele. As covinhas do sorriso. A risada.

    Tão familiar, mas tão estranho. Estranho porque as borboletas voavam só no estômago dela. Por mais que ela quisesse abrir espaço para que elas votassem até ele, era hora de deixá-las livres. Deixar que voassem aos seus próprios caminhos. Não podia mais deixá -las contidas dentro de si. Não por alguém que não se importava com elas. Alguém que sequer tinha curiosidade sobre as cores de suas asas. Não era justo para as borboletas.

    Leu uma vez mais o que havia escrito naquela carta. Uma carta que sequer seria entregue. Um fim solitário para um sentimento que começou sozinho. Lágrimas derramadas. Nenhuma pra ele. E sim para o coração apertado da menina. Foi fácil começar a sorrir toda vez que ele passava. Foi fácil decorar o aniversário, ouvir o que ele dizia e lembrar de suas coisas prediletas. Foi fácil colocar ele no centro de seu jovem mundinho.

    Mas então, ter de se proibir de olhar, se conter, segurar tudo dentro de si, engolir todas as palavras de carinho que ficavam presas em um nó... porque ele não queria nada disso. Não vindo dela. Não dela, que era uma ofensa para os olhos dele. Ver ele sorrindo do jeito que amava, pra outra pessoa.

    E ele ainda... havia pedido a ajuda dela. Para fazer outra garota sorrir por ele, do jeito que ela mesma sorria.

    Leu em voz alta o conteúdo de sua própria autoria no papel, uma vez mais...

    "Sabe, eu cresci... e vi coisas que não queria ver. Entendi o que estava me negando entender.

    A verdade é que, você não quer alguém que goste realmente de você. Mas sim alguém que seja bela de se ver.

    Como um cristal. E, esse cristal não pode estar ao alcance de suas mãos. Tem de estar alto, no que você tem de pular e pular, mas não vai alcançar, não importa o quanto tire seus pés do chão.

    Um pequeno girassol como eu, na altura de seus pés, não é importante.

    Não se não for uma rosa com espinhos. Um rosa que não se satisfaz só com você. Uma rosa que quer ser admiradas por todos, faminta, mas nunca satisfeita. Um simplório girassol não é suficiente.

    E está na hora de o girassol se esquivar de você, e ser seu próprio sol. Até que encontre outro como si, para que juntos possam se virar um para o outro."

    Entre lágrimas riu. Havia ficado ridículo. Ridículo. Ridículo. Ridículo. Tão engraçado.

    Não... Não dava mais. Ela sabia. O mais engraçado do amor não correspondido é que só precisa de uma pessoa para dar um ponto final. Haha. Não é hilário? Ela estava terminando tudo. Com quem? Consigo mesma? É, de certa forma. Terminando com como ela era quando gostava dele. Estava na hora de erguer a cabeça e amadurecer.

    Com a voz rouca e grave depois de horas e horas sem dizer nada...

    "Adeus. Adeus, meu amor."

    Estava na hora de descobrir como era um mundo onde Anna Baker não gostava de Dave Groove.

    15 ANOS DEPOIS

    Ah, onde havia deixado seu certificado de formatura mesmo? Céus, foi a tanto tempo. Vasculhando na caixa onde guardava os papéis relacionados a escola, encontrou uma carta com uma letra de aparência chorosa.

    -O que é isso?

    Ao ler, abriu um sorriso e soltou uma risada gostosa.

    -Meu Deus! Era sobre aquele menininho, não era? Amor, eu disse? Ai ai. Querido, vem ver só a minha primeira declaração!

    -Sim, querida? O que é isso? Hummm, seu passado vindo a tona, hein?

    -Haha! Amor pra mim naquela época era chorar pelo rapazinho no banheiro porque ele tinha entregado um bilhete pra outra menina.

    -Que bonitinha, linda. Eu teria entregado um bilhete pra você.

    -Ah é? Vem aqui!!

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ❤❤🦋

    Para a Ana de 27 anos pode não ter parecido amor, mas era o amor do jeito que ela conhecia. O primeiro amor, o mais suave e aparentemente o mais dramático, era tão real pra nós quando estávamos em nossa própria pele naquela época. Não seria justo com os pequenos nós mesmos descartar tudo que eles sentiram pelo simples fato de termos crescido.

    Para você que ainda está na primeira parte da história! O tempo passa... ainda há tanta coisa pra ver, sentir, experimentar. Mas saiba que nada nunca será como o primeiro amor, pode ter certeza. Mas nunca se diminua. Se você se perder, a vida tem um longo caminho, tem tempo suficiente para você se encontrar. Anime-se!

    Ah! E sobre o marido da Anna? Basta saber que, os dois foram felizes por muito, muito tempo, sendo sempre o girassol um do outro.

    View Full
  • abismo-a
    01.10.2021 - 1 mont ago

    o pior de ser ignorada, é que eu sei que nunca faria isso com ninguém, me sinto tão sozinha, e as poucas pessoas que passaram pela minha vida que eu pelo menos conseguia mendigar um pouco de atenção, eu mesma desfiz laços justamente por achar que merecia mais que somente migalhas.

    mas que tenho eu agora? oque eu sempre tive? eu não sei se tenho mais esperanças de encontrar alguém disposto a ser realmente amigo, e não apenas colegas.

    tem gente que não sabe ser amigo porque nunca teve um

    AL

    View Full
  • abismo-a
    28.09.2021 - 1 mont ago

    eu senti aquele aperto conhecido no peito outra vez, não sei porque eu ainda o sinto. ao acordar e ouvir a melodia do rádio, cada letra da música tocou nos cantos mais sombrios e guardados do meu coração, me senti sufocar outra vez depois de meses

    a sensação de que algo faz falta, eu preciso de algo que não sei dizer oque exatamente.

    me sinto frustrada esses dias porque achei que tudo estava melhorando, talvez esteja, eu acredito que está.

    bem lentamente

    eu só não estou lidando muito bem com esse novo sentimento de perda de tempo, preciso de tempo e, estou cada dia mais velha e sinto que não tenho vivido nada, embora tenha aprendido bastante sobre tantas coisas.

    esse aperto no peito e a vontade constante de chorar um dia irão embora, essa ausência será preenchida, eu sei que tudo vai ficar bem, porque estou lutando e rezando por isso.

    a espera tem sido dificíl de suportar, mas eu aguento.

    AL

    View Full
  • milady-blueberry
    22.09.2021 - 2 monts ago

    Saudade de Casa

    Por uma fração de segundo uma tranquilidade me revestiu, á séculos que não via uma noite linda como aquela, iluminada pelos zilhões de pontos brilhantes, um dia ainda descubro o nome dessas coisas, talvez eu possa pegar um livro na biblioteca do vilarejo, seu eu chegar lá né, mal posso esperar para rever todo mundo, preciso contar ao meu irmão tudo o que vi e fiz. Embora ele não goste de me ouvir mas, eu gosto de conversar.

    Será que ele acredita se eu disser que cavalguei em um centauro?

    View Full
  • abismo-a
    21.09.2021 - 2 monts ago

    me reinventei, me pintei de todas as cores possiveis, na esperança de achar a que mais combinasse comigo. testei personalidades e me interessei por psicologia analítica junguiana.

    eu sempre soube quais eram as mudanças que eu precisava fazer. não adianta sonhar acordada todos os dias e esquecer de viver. não adianta esperar pelo amor, ele não é para mim.

    ver ele querer se aproximar e sentir a minha autodefesa afasta-lo me machuca um pouco, me deixa frustrada

    eu queria sentir alguma coisa por alguém de novo, mas que posso eu fazer pra retirar essa trava? oque dá pra fazer quando a gente já se acostumou a estar só

    é incoerente querer alguém, quando, aparentemente se está bem sozinha. acontece que tenho necessidade de me sentir querida, de todas as maneiras, ao mesmo tempo em que pessoas me deixam extremamente irritada

    essa vida monotona tem sido uma tortura

    tenho consciência de tanta coisa agora

    não sei se quero amar, alguém mais além das coisas e pessoas que amo, e esse (não sei) já é uma brecha não é?

    eu deixo que venha, faça o estrago que quiser em mim, vou dar a ele corpo e a alma também, preciso sentir que não sou uma maldita porta oca,

    romanticamente falando.

    AL

    View Full
  • meninaksblog
    15.09.2021 - 2 monts ago

    Deixa me ajudar te!

    Aparentemente está tudo bem, continuas a mesma pessoa divertida e com a mesma gargalhada barulhenta de sempre mas é só para disfarçar a tua tristeza.

    Eu conheço te perfeitamente, sei quando não estás bem. A vida também é feita de espinhos, é normal que te sintas assim, é humanamente compreensível.

    Não precisas fingir que tudo corre bem, eu não irei achar que és um medricas abre-te comigo, quando tu sofres sofro também.

    Estou ciente que não tenho o poder de silenciar os teus pensamentos autodestrutivos, mas eu irei abraçar-te e direi o quão incrível tu és, todos os dias até que acredites.

    Prometo que irei arranjar um tempinho para vermos juntos o pôr do sol na praia, pois eu sei que tu gostas.

    Podes deitar no meu colo gordo sempre que quiseres, tu nunca estarás sozinho.

    Deixa me ajudar te!

    Menina K

    View Full